Parece pretensioso o uso do «eu»; no entanto a forma pessoal é a única que exclui toda a pretensão. Quem a emprega traduz impressões recebidas, não emite sentenças, mas quem se veda o uso do «eu», constitui-se forçosamente num oráculo.

"Parece pretensioso o uso do «eu»; no entanto a forma pessoal é a única que exclui toda a pretensão. Quem a emprega traduz impressões recebidas, não emite sentenças, mas quem se veda o uso do «eu», constitui-se forçosamente num oráculo." -  Joaquim Nabuco

Substitui-te sempre a ti próprio. Tu não és bastante para ti.

"Substitui-te sempre a ti próprio. Tu não és bastante para ti." -  Fernando Pessoa

Só serei eu se for tudo o outro; as instituições mo impedem.

"Só serei eu se for tudo o outro; as instituições mo impedem." -  Agostinho Silva

O «eu» é uma comodidade gramatical, filosófica e psicológica.

"O «eu» é uma comodidade gramatical, filosófica e psicológica." -  Marguerite Yourcenar

O nosso eu é edificado pela superposição de estados sucessivos. Mas essa superposição não é imutável, como a estratificação de uma montanha. Levantamentos contínuos fazem aflorar à superfície camadas antigas.

"O nosso eu é edificado pela superposição de estados sucessivos. Mas essa superposição não é imutável, como a estratificação de uma montanha. Levantamentos contínuos fazem aflorar à superfície camadas antigas." -  Marcel Proust

O eu é odioso... mas trata-se do eu dos demais.

"O eu é odioso... mas trata-se do eu dos demais." -  Paul Valéry

O eu é odioso, dizeis. Não o meu.

"O eu é odioso, dizeis. Não o meu." -  André Gide

O eu é odioso.

"O eu é odioso." -  Blaise Pascal